Soso Whaley fez o mesmo regime e emagreceu

Por coincidência, a documentarista Soso Whaley começou uma experiência parecida no mesmo dia que Chazz, 1º de abril. Foram trinta dias comendo exclusivamente no McDonald?s, mas em quantidade menor que Spurlock e Weaver, cerca de duas mil calorias. Também fez exercícios. Depois de um mês, emagreceu 4,5 quilos e seu colesterol baixou. Ela planeja lançar um filme ? que deverá chamar-se Debunk the Junk (Desmascarando a porcaria, no sentido de comida pouco saudável). Whaley falou sobre sua experiência de um mês entre hambúrgueres e batatas fritas.Você assitiu Super Size Me?Sim, vi duas vezes para avaliar mais de perto a dieta de Spurlock. Como foi comer no McDonald?s por um mês?Na verdade eu gostei da experiência. Foi divertido testar novos tipos de comida que normalmente não experimentamos (ela colocou receitas com produtos do McDonald?s no site www.cei.org). O iogurte Parfait e as novas saladas de frango são bastante saborosas. O novo McGriddle com bacon, ovos e queijo me surpreendeu.Você sentiu alguma alteração em seu metabolismo?Absolutamente. Por reduzir minha ingestão de calorias e fazer exercícios eu experimentei toda sorte de benefícios. Eu fiquei com mais energia, apreciei mais minha comida e decidi manter as atividades físicas para perder mais peso.Você acha que é saudável comer no McDonald?s todo dia?Claro que sim. A comida no McDonald?s não é diferente da encontrada em uma mercearia e eles oferecem uma variedade incrível. Por exemplo, o que é um Egg McMuffin? É um bolinho inglês, um ovo frito, um pouco de bacon e uma fatia de queijo. Adicione um copo de laranja e você ficaria satisfeito por estar comendo um saudável café da manhã em casa. Mas é só comprar a mesma coisa no McDonald?s para provocar a ira dos grupos anti-carne a anti-corporações.Por que você defende o McDonald´s? Eles te pagaram alguma coisa?Eu não fui paga pelo McDonald´s ou qualquer outra corporação ou organização para fazer este filme. Deixe-me esclarecer uma coisa: este filme não é uma defesa do McDonald?s e sim sobre liberdade de escolha e responsabilidade. Mesmo se todos os estabelecimentos de fast food sumirem amanhã, não tenho dúvidas de que os ?problemas de peso?continuariam existindo. E daí quem alimentará policiais, advogados e documentaristas?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.