Sorocaba ganha cineclube

Os cinéfilos de Sorocaba, a 92quilômetros de São Paulo, já contam com um espaço exclusivo parao cinema de arte. Foi aberto ao público hoje o CineclubeMunicipal, cujo objetivo é proporcionar aos amantes do cinema,sessões regulares, palestras e debates enfocando a artecinematográfica. O cinema está instalado no prédio do antigo Teatro SãoRaphael, um imponente edifício do fim do século 19, restauradopela prefeitura e localizado na Rua Brigadeiro Tobias, centro dacidade. Com capacidade para 300 espectadores, a sala dispõe deaparelhagem de som e de vídeo compatíveis com os sistemas DVD eVHS. Um convênio com videolocadoras da cidade permitirá que amaioria dos filmes seja exibida nesses sistemas. O cineclube é um órgão autônomo, vinculado à Fundação deDesenvolvimento Cultural de Sorocaba (Fundec). As sessões decinema e outras atividades serão gratuitas. Segundo a prefeitura além de dar acesso ao cinema de arte à população mais carente,o órgão se propõe a congregar os apreciadores e fomentar adiscussão sobre as obras cinematográficas. Será dado destaqueespecial ao cinema brasileiro. Na inauguração, hoje, foi exibido o filme O Pagador dePromessas, vencedor da Palma de Ouro no Festival de Cinema deCannes, na França, em 1962. O diretor do filme, Anselmo Duarte, que resideem Salto, esteve no evento. Há planos de concentrar no mesmoprédio o acervo relativo à história do cinema em Sorocaba. Acidade revelou nomes expressivos para o cinema brasileiro, comoa atriz Landa Lopes, que fez vários filmes na década de 60, e oator Paulo Betti, atualmente empenhado na produção do seuprimeiro filme, Cafundó, que será rodado em Sorocaba.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.