Sony negocia compra da MGM

A Sony admitiu hoje negociações com a Metro-Goldwyn Meyer e confirmou rumores de que pretende comprar o último estúdio independente de Hollywood. "A Sony Pictures está conduzindo uma análise exclusiva da MGM", afirmou o vice-chairman da Sony, Howard Stringer. Segundo ele, as negociações estão no quarto ou quinto dia e devem se estender por até 20 dias. A afirmação de Stringer indicou que a Sony aumentará sua presença no ramo de filmes com a aquisição da videoteca da MGM, que inclui mais de 4 mil títulos. Acredita-se que inicialmente a Sony enfrentou a concorrência de outras empresas, como a Time Warner, na disputa pelo estúdio. A compra, que deve chegar a US$ 5 bilhões, corresponderia à estratégia da Sony de apostar nos negócios de entretenimento.A Sony também anunciou hoje um programa de preparação do grupo para uma transformação da indústria de eletrônicos. Conforme o plano, a companhia fará reformas estruturais, promoverá a convergência dos negócios, fortalecerá o segmento de entretenimento e aumentará a coordenação das áreas dentro do grupo. O chairman da Sony, Nobuyuki Idei, enfatizou que as medidas serão necessárias para preparar a companhia para uma "tremenda mudança" que deve acontecer no setor nos próximos anos. A Sony já está fazendo progresso considerável em suas metas, segundo ele. O investimento de 335 bilhões de ienes (US$ 2,96 bilhões) nas reformas estruturais, por exemplo, resultarão em queda de 200 bilhões de ienes (US$ 1,77 bilhão) nos custos até março de 2006.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.