Sobrevivente de "Vivos!" recupera carteira

Eduardo Strauch, um dos 16 sobreviventes da queda de um avião nos Andes, em 1972, recebeu de volta volta sua carteira e uma jaqueta, perdidas nas montanhas, no acidente que ficou famoso pelo livro Vivos!, que deu origem ao filme de mesmo nome.Strauch, que sobreviveu a 72 dias nas montanhas cheias de neve, recebeu ontem a carteira envelhecida, uma semana depois de ter sido encontrada por um escalador de montanhas. "Este sentimento é impossível de ser descrito", disse Strauch à agência Associated Press.Strauch, agora um arquiteto de 57 anos e pai de cinco filhos, estava no avião com seus colegas de um time de rugby, familiares e amigos quando o avião deles caiu nos Andes em 12 de outubro de 1972.Um escalador mexicano encontrou a jaqueta e a carteira, que continha notas de dólares, agora acinzentadas, uma carteira de motorista e outros itens pessoas. Os objetos foram encontrados a alguns metros do local onde o avião caiu, em um vôo que levava os time uruguaio de rugby Old Christian para uma série de amistosos em Santiago, no Chile.O resgate das 16 pessoas aconteceu depois que dois sobreviventes saíram andando pelas montanhas e encontraram ajuda no lado chileno das montanhas, um dos pontos mais altos da cadeia dos Andes. O livro Vivos: A História dos Sobreviventes dos Andes, de Piers Paul Read, contou como eles sobreviveram comendo a carne de algumas das vítimas do acidente. A história deu origem ao filme Vivos!. Alvaro Mangino, outro uruguaio que sobreviveu ao acidente, estava na Argentina quando o mexicano encontrou os objetos. O funcionário de um hotel local entregou os objetos a Mangino, para que ele os entregasse a Strauch quando voltasse ao Uruguai.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.