Só deu "Amarelo Manga" no CineCeará

Foi uma vitória esmagadora. Amarelo Manga, de Claudio Assis, venceu todos os prêmios do CineCeará: filme, direção, ator (Mateus Nachtergaele), atriz (Dira Paes), fotografia (Walter Carvalho), edição (Paulo Sacramento), roteiro (Hilton Lacerda), direção de arte (Renata Pinheiro), trilha sonora original (Lúcio Maia e Jorge Du Peixe, do Nação Zumbi) e o prêmio especial pelo figurino (Renata Pinheiro). A 13.ª edição do evento acabou ontem, em Fortaleza. A consagração garantiu ao diretor o prêmio de R$ 15 mil. O festival também premiou Cega Seca, de Sofia Federico, entre os curtas, e Parque de Diversões, de Armando Praça, na categoria vídeo.Amarelo Manga compõe um painel da periferia de Recife, a partir das histórias de uma garçonete de botequim (Leona Cavalli), um açougueiro (Chico Diaz) e sua mulher crente (Dira Paes), um necrófilo (Jonas Bloch) e um cozinheiro homossexual (Matheus Nachtergaele).Amarelo Manga já havia vencido também o Festival de Brasília no ano passado. Em fevereiro deste ano, em Berlim, recebeu ainda o prêmio da CICAE, a associação internacional de cineclubes, como o melhor filme da mostra paralela Fórum de Cinema. Em Fortaleza, o filme competiu com À Margem da Imagem, de Evaldo Mocarzel, As Tranças de Maria, de Pedro Carlos Rovai, Cama de Gato, de Alexandre Stockler, Meu Tempo é Hoje - Paulinho da Viola, de Izabel Jaguaribe, Narradores de Javé, de Eliane Caffé, e Seja o que Deus Quiser, de Murilo Salles.

Agencia Estado,

14 de maio de 2003 | 11h39

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.