Sindicato de atores divulga indicados a prêmio; 'Doubt' lidera

Entrega dos prêmios SAG em janeiro pode não acontecer devido à possibilidade de uma greve do sindicato

Reuters,

08 de dezembro de 2018 | 18h25

O drama Doubt lidera as indicações para o prêmio do Sindicato de Atores de Cinema e Televisão (SAG, na sigla em inglês), reveladas nesta quinta-feira, 18, apesar da possibilidade de uma greve suspender a premiação. Ao todo, o filme tem cinco indicações, incluindo melhor elenco. Veja também:Sindicato dos atores de Hollywood pede autorização para greve Além de Doubt, filme sobre um padre e uma freira numa batalha judicial devido a um abuso sexual, também estão na disputa pelo prêmio de melhor elenco - o mais importante do SAG - os filmes Milk, sobre ativista em defesa dos direitos para gays, e O Curioso Caso de Benjamin Button, sobre um homem que vai ficando mais novo com o passar do tempo. Ambos obtiveram três indicações ao SAG. Slumdog Millionaire, um romance ambientado na Índia, e Drost/Nixon que reúne as entrevistas dadas pelo ex-presidente dos Estados Unidos Richard Nixon ao apresentador de TV britânico David Frost, também estão na batalha pelo prêmio de melhor elenco e conseguiram duas indicações cada. Brad Pitt está concorrendo ao prêmio de melhor ator pelo papel de Benjamin Button. Ele compete com Frank Langella, que interpretou Richard Nixon; Sean Penn, como Harvey Milk; e Mickey rourke, vencedor em Cannes pelo papel em The Wrestler. As indicadas ao prêmio de melhor atriz são Meryl Streep, a freira de Doubt; Kate Winslet, dona de casa frustrada em Revolutionary Road; Angelina Jolie, que faz uma mãe tentando encontrar o filho desaparecido em A Troca; Anne Hathaway, por O Casamento de Rachel; e Melissa Leo, pelo filme independente Frozen River. Entrega ameaçada  O SAG representa mais de 120 mil atores de cinema e TV. Ganhar um prêmio SAG em janeiro dá visibilidade aos atores antes do Oscar, entregue em fevereiro. Mas a entrega dos prêmios SAG pode não acontecer devido à possibilidade de uma greve do sindicato, insatisfeito com os grandes estúdios. As negociações entre os dois grupos estão travadas e os líderes do SAG convocaram uma votação para autorizar uma possível greve, na esperança de que isso retome as conversas. Nos últimos dias, atores de renome como Russel Crowe e Robert Redford começaram a militar a favor do "não" à autorização. Mesmo assim, outras grandes estrelas, como Mel Gibson, apóiam os líderes do SAG e esperam que a autorização de greve seja obtida. A votação começa no dia 2 de janeiro.

Tudo o que sabemos sobre:
SAGpremiação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.