Sigourney Weaver: um talento de US$ 22 milhões

Aos 51 anos, Sigourney Weaver está a ponto de roubar de Julia Roberts o título de atriz mais bem paga do mundo. Se for confirmado o cachê de US$ 22 milhões para que ela encarne pela quinta vez a tenente Ripley em mais um filme da série Alien, Sigourney terá ultrapassado em US$ 2 milhões a bolada que Julia levou para atuar em Erin Brockovich - até então, um recorde em termos de cachê para atrizes.No primeiro filme, o foco era o jogo de gato e rato com o monstro, assustador mais por ocultar-se do que por exibir-se. O segundo foi uma espécie de duelo entre a pistoleira implacável, quer dizer, a tenente Ripley, e a vil criatura. No terceiro, a vil criatura engravida Ripley. No quarto, Ripley funde-se com a criatura. O que sobraria, então, para rechear um quinto filme?Para Joss Whedon, criador da série de TV Buffy, a Caça-Vampiros e responsável pelo roteiro de Alien 5, o que estava faltando era colocar o monstro à solta no Planeta Terra. O desejo, um tanto perverso, de soltar o bicho no habitat dos humanos também é compartilhado por Sigourney. "Sempre quis fazer um filme no qual retornamos ao planeta de origem do alienígena, ou mesmo à Terra", disse a atriz em entrevista ao jornal Express.Sua vontade será realizada. Em 2004, Alien 5 deverá chegar às telas - exatos 25 anos depois de sua primeira aparição nos cinemas. E Sigourney Weaver terá passado um quarto de século às voltas com sua versão espacial de A Bela e a Fera.Leia mais

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.