Shyamalan diz que seu 'Fim dos Tempos' é filme B divertido

M. Night Shyamalan ficou conhecidopelo filme "O Sexto Sentido", indicado ao Oscar, mas os fãs dodiretor não deveriam se iludir com seu mais novo lançamento,"Fim dos Tempos". "Eu quis fazer um filme B fantástico e divertido", afirmouShyamalan à Reuters em uma recente entrevista sobre seu oitavofilme, que dirigiu e escreveu o roteiro. "A primeira coisa que quero dizer às pessoas é o seguinte:'Este é de fato um filme B divertido."' Depois do fracasso de "A Dama da Água", de 2006, desastrede crítica e que rendeu apenas 73 milhões de dólares no mundotodo, alguns afirmaram que o diretor norte-americano deascendência indiana estava sob pressão para chegar novamente aosucesso. E Shyamalan regressou ao que sabe fazer melhor -- assustaras pessoas. Seus dois filmes anteriores "de medo", "O Sexto Sentido"(1999), com Bruce Willis, e "Sinais" (2002), com Mel Gibson,faturaram mais de 1,7 bilhão de dólares no mundo todo. Masanalistas não sabem dizer com segurança como será o desempenhode "Fim dos Tempos" nas bilheterias quando estrear na próximasemana. "O desempenho dele nas bilheterias tem sido muitocomentado, mas isso porque se saiu tão bem com o 'SextoSentido"', disse Paul Dergarabedian, um analista da área quetrabalha para a Media By Numbers. "Não acredito que esse será mais um 'A Dama da Água'. Essefilme, certamente, vai ter uma estréia mais forte. O marketingtem sido muito intenso e as pessoas sempre ficam interessadasnas coisas de M. Night Shyamalan." Brandon Gray, presidente do site Box Office Mojo, concorda.Mas acrescentou que, como Shyamalan vem recebendo destaque porser considerado capaz de atrair as platéias -- o nome deleaparece sobre o título do filme nos cartazes --, um fracassonas bilheterias o atingiria de forma mais dura. "Apesar de 'A Dama da Água' não ter sido o maior fracassode todos os tempos e de 'A Vila' ter faturado bastante, essesdois filmes decepcionaram as pessoas", disse Gray. "Fim dos Tempos", com Mark Wahlberg e Zooey Deschanel,mostra a ocorrência de mortes inexplicáveis no nordeste dosEUA, fazendo com que as pessoas se perguntem se é um atentadoterrorista, uma conspiração do governo ou um ato inexplicávelda natureza. "Há tantas coisas com as quais podemos nos tornarparanóicos hoje em dia", afirmou Shyamalan, acrescentando quedesejava jogar com o medo das pessoas a respeito de coisas comoo terrorismo e as mudanças climáticas. "Eu sempre tive claro para mim o tipo de filme que estavarodando." Após assistir a "Fim dos Tempos", a platéia, assim esperaShyamalan, ficará se perguntando, nervosamente, se "issorealmente poderia ter acontecido" e talvez até se sinta culpadadevido à forma como estamos prejudicando o planeta. No entanto, as primeiras críticas desaprovaram o filme da20th Century Fox. "O filme lembra uma ficção científica dos anos 1950, commuita paranóia, ou um episódio da série 'Além da Imaginação'.No entanto, mesmo com seus 90 minutos de duração e ritmoacelerado, o filme parece modorrento", escreveu Kirk Honeycutt,da Hollywood Reporter. Justin Chang, da Variety, afirmou: "Depois de despertarinteresse em um primeiro momento, o lançamento da Fox deveperder força rapidamente."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.