"Show de Vizinha" é a melhor comédia jovem atual

Misture Curtindo a Vida Adoidado com Negócio Arriscado e você terá Show de Vizinha, o melhor filme adolescente do ano. Apesar do nome bobo (em inglês é melhor, The Girl Next Door, é algo como A Garota ao Lado), os méritos são muitos. Partindo da velha história do garoto inexperiente que se apaixona pela garota linda e loira, o diretor Luke Greenfield sabe reverter cada clichê do gênero a seu favor. Para começar, a garota do lado não é apenas bonita. Ela é uma atriz de filmes pornôs. O rapaz apaixonado, Matthew Kidman (Emile Hirsch) não é popular, mas também não chega a ser um nerd. Está na disputa por uma bolsa na Universidade de Georgetown, e cita constantemente o presidente Kennedy. Isso, aliás, gera uma das boas piadas do filme. O amigo Eli (Chris Marquette) insiste para que ele vá para a cama com Danielle (Elisa Cushbert) e dispara: "é isso que JFK faria", fazendo referência à agitada vida sexual do presidente. Não demora para que Matthew descubra que Danielle é uma atriz de "filmes adultos". Isso não impede que ele continue gostando dela e decida levar adiante o improvável romance. Com a chegada de Kelly (Timothy Olyphant), o empresário da bela, a situação fica complicada. No começo ele é uma espécie de tutor de Matthew no mundo adulto. Aos poucos, porém, Kelly perde este lado paternal e fica mais rude ao perceber que Danielle não vai mais fazer seus filmes. Como Tom Cruise, em Negócio Arriscado, Matthew precisa de dinheiro para tentar salvar Danielle. Então, ele faz do colégio onde estuda uma produtora de filmes pornôs na tentativa de recuperar US$ 25 mil roubados por Kelly.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.