Sharon Stone ri de acusações em livro

A atriz Sharon Stone simplesmente riu das acusações do roteirista de Instinto Selvagem Joe Eszterhas de que ela é manipuladora e fez muito o teste do sofá para conseguir uma carreira em Hollywood. Os comentários estão no livro American Rhapsody, que chega às livrarias americanas em 18 de julho. A atriz diz que não leu o livro ainda, mas achou suas descrições publicadas pela revista "Talk" "hilárias". De acordo com o roteirista, ela era uma "vaca" tão odiada na terra do cinema que uma equipe de filmagens urinou em uma banheira na qual faria uma cena. "Eu tinha certeza de que ele era engraçado, mas não que sabia escrever comédias", disse a atriz em um comunicado para a imprensa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.