'Sex and the City' aumenta vendas de Vivienne Westwood

O faturamento da marca cresceu quase 20% no ano passado depois que Carrie Bradshaw usou vestido

Efe,

29 de outubro de 2009 | 17h16

 

 

LONDRES - A aparição no filme "Sex and the City - O Filme" da atriz Sarah Jessica Parker com um vestido de seda de cor champanhe assinado pela estilista Vivienne Westwood deu um empurrão nas vendas da marca britânica.

 

O faturamento da marca Vivienne Westwood cresceu quase 20% no ano passado, para 17,6 milhões de libras (19,4 milhões de euros), depois que a personagem Carrie Bradshaw, de Sarah, apareceu no filme usando o vestido.

 

"O fato de estar em 'Sex and the City' nos ajudou muito. Nos apresentou para novos clientes e tornou nossa marca conhecido no mundo todo. Somos uma companhia independente e isso foi valiosíssimo", reconheceu Carlo D'Amario, sócio da estilista, segundo informa o jornal "Evening Standard".

 

Segundo D'Amario, as vendas também foram favorecidas pela "criatividade" dos desenhos de Vivianne e sua personalidade relativamente acessível.

 

No filme, Carrie aparece com o vestido de seda quando seu namorado, Mr. Big, a deixa esperando no altar.

 

O site de moda "Net-a-Porter" colocou à disposição dos internautas uma versão do vestido, que foi vendida em questão de horas apesar do preço de 4.900 euros.

 

A atriz Kim Cattral também vestiu roupas assinadas pela estilista nas estreias do filme em Nova York e em Londres.

Tudo o que sabemos sobre:
Sex and the cityVivienne Westwood

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.