Sete filmes latinos competem no festival de Toulouse

Dois filmes da Argentina, Brasil, México e um de Cuba formam as sete produções que competem no 19.º Encontro de Cinema da América Latina de Toulouse, na França, que começa no próximo dia 16, afirmaram hoje os organizadores.Do Brasil A Casa deAlice, de Chico Teixeira, e Baixio das Bestas, de ClaudioAssis, disputam o principal prêmio do evento que conta ainda com as produções argentinas Ciudad en Celo, de Hernán Gaffet, e La Marea, de Diego Martínez Vignatti; as mexicanas El Cobrador, de Paul Leduc, e Familia Tortuga, de Rubén Imaz Castro, além da cubana Madrigal, de Fernando Pérez.O júri será presidido pelo cineasta chileno CristianSánchez e composto pela produtora colombiana Lina Echeverri, o diretor chileno Sebastián Lelio, o coordenador de programas do Fórum daas Imagens de Paris, Gilles Reuseeau, e o diretor de fotografia português Acácio de Almeyda.O prêmio Flechazo, o principal desta mostra, dará ao vencedor cerca de R$ 12 mil, além de promover a distribuição de seu filme na França. A edição deste ano, que termina em 25 de março, dará atenção especial à produção do Brasil e do Chile, com uma mostra de atores e diretores brasileiros negros e homenagens aos diretores chilenos Raúl Ruiz e Cristian Sánchez.O cinema afro-brasileiro, com a projeção de curtas-metragens e documentários sobre o tema, com homenagem ao ator LázaroRamos, que também participará da mostra, será outro dos pontos altos da mostra deste ano. A idéia é projetar filmes recentes em que atores negros que só tinham papéis estereotipados como escravos ou ladrões, começam a ser apresentados mais próximos da realidade.A cinemateca de Toulouse exibirá no mês que vem a obra européia de Ruiz, que reside na França, enquanto os Encontros se concentrarão em sua obra chilena, construída antes do golpe de Estado de 1973 e, mais recentemente, a que marca seu regresso ao país, explicou a presidente do festival, Esther Saint-Dizier. A obra de Cristian Sánchez, discípulo de Ruiz e presidente do júri, também será exibida no festival.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.