Marvel Studios
Marvel Studios

Sequência de 'Pantera Negra' chega em 2022 e papel de Chadwick Boseman não será reformulado

Disney anunciou ainda um terceiro 'Mudança de Hábito', com o retorno de Whoopi Goldberg

Andrew Marszal, AFP

11 de dezembro de 2020 | 13h07

Haverá apenas um T'Challa: a Disney prestou homenagem ao ator Chadwick Boseman nesta quinta-feira, 10, anunciando que seu papel pioneiro em Pantera Negra não será reformulado na sequência, no momento em que a empresa apresentou detalhes de seus próximos filmes e séries de super-heróis da Marvel.

Boseman morreu em agosto após uma batalha de quatro anos contra um câncer de cólon, sem nunca ter discutido publicamente sua condição, colocando em dúvida a continuação de um dos filmes mais aclamados da Marvel.

"Sua interpretação de T'Challa, o Pantera Negra, é icônico e transcende qualquer iteração do personagem em qualquer outro meio do passado da Marvel - e é por essa razão que não vamos reformular o personagem", anunciou o presidente da Marvel Studios, Kevin Feige, aos investidores da Disney.

Mas uma sequência planejada para o grande sucesso de 2018 - que viu Boseman interpretar o primeiro super-herói negro a ter seu próprio filme autônomo na franquia - ainda continuará usando "todos os personagens ricos e variados apresentados no primeiro filme."

"Para honrar o legado que Chad nos ajudou a construir através de sua interpretação do rei de Wakanda, queremos continuar a explorar o mundo de Wakanda", numa sequência que contará com o retorno do diretor Ryan Coogler, que está "trabalhando duro nesse momento", acrescentou Feige.

O Pantera Negra original, ambientado no fictício reino africano de Wakanda, foi aclamado pela crítica e pelo público, tornando-se o primeiro filme de quadrinhos indicado para melhor filme no Oscar e arrecadando mais de US$ 1 bilhão em todo o mundo. A sequência deve chegar aos cinemas em julho de 2022.

Em uma apresentação repleta de novidades e que cobriu mais de 20 filmes e séries da Marvel, Feige anunciou que um novo filme do Quarteto Fantástico será dirigido por Jon Watts, que ajudou a revigorar a franquia de filmes do Homem-Aranha.

A Disney adquiriu os direitos do filme para os personagens do Quarteto Fantástico com sua recente aquisição do estúdio rival Fox, que havia produzido um fracasso de bilheteria em 2015 baseado nos quadrinhos.

Retorno em tela grande

Entre outros anúncios de filmes da Marvel, o ator vencedor do Oscar Christian Bale fará parte de Thor: Love and Thunder como o vilão da sequência, com as filmagens previstas para começar no próximo mês.

Samuel L Jackson retomará o papel do agente Nick Fury na franquia em Secret Invasion, no serviço de streaming da Disney+.

Com o popular personagem Homem de Ferro, interpretado por Robert Downey Jr, tendo aparentemente deixado os filmes da Marvel, a atriz Dominique Thorne de Se a Rua Beale Falasse irá estrelar a nova série Ironheart sobre uma inventora gênio com uma armadura tecnológica.

Don Cheadle, veterano ator dos filmes da Marvel, voltará a ser o Máquina de Combate em Armor Wars, outra série da Disney+.

Em meio a temores de que a Disney possa seguir os passos da rival Warner Bros e lançar os sucessos de bilheteria do próximo ano direto para suas plataformas de streaming, Feige confirmou que o filme Viúva Negra, estrelado por Scarlett Johansson e que teve o lançamento adiado diversas vezes, "voltará às telas de cinema" em maio.

Na abertura do Dia do Investidor da Disney, Kareem Daniel, chefe da unidade de distribuição da empresa, anunciou planos para "lançar cerca de 10 séries da Marvel, 10 séries de Guerra nas Estrelas", bem como 15 séries da Disney e 15 filmes da Disney na plataforma Disney+ "nos próximos anos."

A Disney também estabeleceu planos para criar a "história de origem" do popular personagem Buzz Lightyear, de Toy Story, e uma nova sequência para Mudança de Hábito, com o retorno de Whoopi Goldberg.

Uma nova série baseada nos filmes Alien, mas ambientada na Terra, será supervisionada por Noah Hawley (Fargo) em colaboração com o diretor da obra original, Ridley Scott, enquanto o criador do musical Hamilton, Lin-Manuel Miranda, irá compor canções para Encanto, o 60º filme de animação da Disney, ambientado em um mundo colombiano de realismo mágico.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.