Reuters
Reuters

Sean Penn pode ser preso, acusado de agredir fotógrafo

Incidente ocorreu em outubro, na saída de um centro comercial, e foi gravado por repórteres do site TMZ

EFE/AP,

19 Fevereiro 2010 | 20h13

O ator Sean Penn pode pegar pena de até 18 meses de prisão por uma suposta agressão a um fotógrafo, segundo processo aberto contra ele em tribunal de Los Angeles, segundo informou a imprensa local.

 

O caso foi apresentado pelos advogados da cidade de Los Angeles, que marcaram para o dia 22 de março a visita do ator à corte.

 

Penn, ganhador de dois prêmios Oscar por seus papéis "Milk - A Voz da Igualdade", no ano passado, e por "Sobre Meninos e Lobos", em 2003, foi acusado de agredir um fotógrafo com lesões e vandalismo, danificando sua câmara fotográfica.

 

O incidente ocorreu em 2 de outubro, na saída de um centro comercial em Los Angeles e foi filmado em vídeo pelos jornalistas do site TMZ.

 

É um novo problema judicial para o ator que já foi acusado de violência doméstica durante seu casamento com a cantora Madonna, e em 1987 passou 33 dias na prisão por agredir um paparazzi.

Mais conteúdo sobre:
Sean Penn

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.