Sean Connery diz que desistiu de atuar

O ator escocês Sean Connery disse que não quer mais atuar em filmes porque está "cheio dos idiotas" que trabalham atualmente em Hollywood. O astro de James Bond disse que vai precisar de "uma oferta do tipo da Máfia, que não possa recusar", para aparecer no cinema."Eu estou cheio desses idiotas...do crescente abismo entre as pessoas que sabem como fazer filmes e as pessoas que dão luz verde para os filmes", disse Connery. "Eu não digo que eles são todos idiotas. Digo apenas que há muitos que são muito bons nisso."Connery afirmou que rejeitou o papel do mago Gandalf na trilogia O Senhor dos Anéis, do diretor Peter Jackson, porque "nunca o entendi". O papel acabou nas mãos de Ian McKellen. "Ele não tem mais planos para fazer filmes", disse a porta-voz do ator, que tem 74 anos de idade. "Mas ele fez um filme famoso chamado Never Say Never Again (que no Brasil foi traduzido como 007 - Nunca Mais Outra Vez, mas que numa tradução literal significa ?nunca diga nunca de novo?)".Connery disse ao jornal New Zealand Herald que abandonou um projeto lucrativo de escrever uma autobiografia no começo do ano porque achou que a editora queria ir muito fundo em sua vida privada."Eu percebi que iria passar a melhor parte da minha vida e, provavelmente, o resto da minha vida, tentando corrigir essas imprecisões e não quero me amolar com isso", afirmou.O último filme de Connery foi A Liga Extraordinária, de 2003.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.