Se dependesse de Lucas, Indiana Jones lutaria com alienígenas

Harrison Ford e Spielberg, contudo, rejeitaram a idéia; 4.º filme da saga com o arqueólogo estréia nesta quinta

Da Redação,

08 de maio de 2021 | 14h45

Se George Lucas tivesse feito o filme do jeito que queria, o novo Indiana Jones se chamaria Indiana Jones and the Saucer Men From Mars (Indiana Jones e a Nave dos Homens de Marte, em tradução livre), com o famoso arqueólogo lutando com alienígenas ao invés de comunistas, segundo informa o site do Daily News nesta quarta-feira, 21.  Veja também:Trailer de 'Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal'  Teste seus conhecimentos sobre o Festival de Cannes As Viagens de Indiana Jones  Entretanto, o ator Harrison Ford e Steven Spielberg rejeitaram firmemente a idéia. "Existia um ponto na história que achei que George (produtor executivo do filme) e eu nunca iríamos concordar, mas eu estava tranqüilo com isso", afirma Spielberg. "George e eu somos melhores amigos, e nós sempre discutimos e debatemos. Esta é a natureza de nossa relação desde que nos conhecemos, em 1967". Harrison Ford, de 65 anos, afirma que "leva tempo para ter Steven, George e eu em uma mesma página. George é muito teimoso com suas idéias". O quarto filme da série, Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal, foi exibido no 61.º Festival de Cannes no domingo e terá sua estréia mundial nesta quinta.  Caveira de Cristal, produzido pela Paramount, custou US$ 400 milhões, e leva Indiana para o ano de 1957, em plena Guerra Fria.  Em entrevista em Cannes, Spielberg afirmou que por cinco anos após a estréia de Indiana Jones e a Última Cruzada, em 1989, ele pensou que a saga teria terminado. "Eu filmei Indiana Jones cavalgando em direção o pôr-do-sol porque pensei que era o último filme".  Contudo, Ford quis ressuscitar o herói. Spielberg declarou que o ator lhe presenteou com o Oscar de Melhor Fotografia por A Lista de Schindler, em 1994, e "quando fomos para o backstage ele afirmou que estava pronto para gravar outro Indiana". O diretor disse ainda que quis recuperar a magia que foi capaz de fazer nos três últimos filmes da série. "Eu não queria aprimorar Indiana Jones; eu só queria reanimar o personagem". A namorada do herói, Marion Ravenwood de Indiana Jones e Os Caçadores da Arca Perdida, está de volta neste novo projeto, agora interpretada pela atriz Karen Allen. Os dois enfrentam uma malévola agente da KGB, representada pela australiana Cate Blanchett, numa aventura emocionante que termina com um dramático encontro com extraterrestres.  Outra cara nova no filme é a do ator Shia LaBeouf, de 21 anos. O novo queridinho de Spielberg interpreta o auxiliar de Indiana. "Ele é jovem, mas tem uma alma madura. Ele tem trabalhado como ator a maior parte de sua vida, então ele sabe o que está fazendo", disse Ford sobre LaBeouf.  A respeito de Ford no papel de herói, Spielberg afirmou que não tem dúvida sobre sua habilidade de retornar ao papel 19 anos depois. Sobre as críticas, Ford disse que não vai ler, sejam elas positivas ou negativas. "Imagino que seria interessante, mas não costumo ler resenhas. Não quero acreditar nas reações negativas, nem nas positivas. Isso não tem importância", disse o ator.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.