Scarlett Johansson rejeita ser Natascha Kampusch em filme

Scarlett Johansson rejeitou a possibilidade de interpretar em filme Natascha Kampusch, a austríaca que em agosto fugiu do cativeiro após oito anos enclausurada. "Tenho planos completamente diferentes. O destino dessa menina é chocante, mas o papel não se encaixa comigo", disse a atriz norte-americana em entrevista ao suplemento "TV & People" do jornal "Österreich".Entre as atrizes recentemente cotadas para interpretar a austríaca seqüestrada havia rumores de que Scarlett era a principal candidata por causa de seu físico parecido com o de Natascha, de 18 anos.Scarlett, de 21 anos e considerada a nova "tentação loira" por sua semelhança com Marilyn Monroe, afirma na entrevista que "ser uma sex-symbol é algo grandioso, mas se isso é tudo o que tem, então não é grande coisa".A musa de Woody Allen - ela atuou em seus dois últimos filmes, "Match Point" e "Scoop" - diz que decidiu participar do filme de Brian de Palma "A Dália Negra", seu mais recente trabalho, porque queria trabalhar com o ator Josh Hartnett, seu atual namorado. "Não há nada melhor que uma realmente boa cena de amor", assegura a atriz sobre as seqüências que compartilhou com Hartnett durante a filmagem do filme.A atriz confessoy também que seu "primeiro grande amor idealizado foi (o cantor) David Bowie". "Quando o encontrei no ano passado em seu camarim após um show, quis dizer a ele, mas com o nervosismo não consegui articular as palavras. A única vez que me aconteceu algo assim antes foi quando me encontrei com (o ex-presidente americano) Bill Clinton", afirmou a atriz.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.