SBT faz parcerias e lança documentários nacionais

Depois de lançar o SBT Filmes, a emissora de Silvio Santos aposta agora no filão dos documentários. Hoje, durante coletiva pela manhã, com a presença do secretário do Audiovisual Orlando Senna e, à noite, em uma cerimônia na Sala Cinemateca, com a presença do ministro da Cultura Gilberto Gil, o SBT oficializou parceria inédita com a Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura, a Associação Brasileira de Produtoras Independentes de Televisão e a Petrobrás, na realização do concurso cultural Documenta Brasil. O programa segue a linha do já existente DocTV, projeto vigente nas tevês educativas desde 2003, com o mesmo objetivo de fomentar e difundir os documentários brasileiros. Com a diferença de que agora as produções conseguirão visibilidade e apoio de uma TV comercial. Serão escolhidos quatro projetos de documentários, de produtoras independentes, que devem ser inéditos e expressar temas brasileiros. Cada projeto receberá R$ 550 mil e terá de cumprir prazos. Eles serão finalizados em duas versões: uma com 70 minutos, destinada às salas de cinema, e outra com 48 minutos, para ser exibida na TV. Entram primeiro na programação do SBT, de maio a junho de 2007, e depois vão para o cinema.No total, serão investidos R$ 5 milhões, metade desse valor proveniente da Petrobrás e a outra metade, do SBT (que aplicará os recursos sobretudo em mídia). ?Desde 2003, realizamos ações de enlace entre o cinema independente brasileiro e a TV brasileira?, diz o secretário do Audiovisual, Orlando Senna. ?Agora, chegamos ao ponto que queríamos?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.