"Satyricon" volta em cópia nova

Uma das criações preferidas do cineasta italiano Federico Fellini, Satyricon, estrelada por Martin Potter, Hiram Keller e Max Born, volta aos cinemas dos Estados Unidos em cópia nova.Baseado na obra homônima do romano Petrônio, escrita no século 1º a.C., o filme estreou em 1970 e alvoroçou a crítica. Na cultuada revista The New Yorker, Pauline Kael escreveu que o filme era "uma grande orgia em que os personagens comem, bebem e se entregam a crueldades e ao sexo", e que o diretor se "entrega totalmente à sua obsessão pela homossexualidade e por seres monstruosos".Mas para o ator Gordon Mitchell, trata-se de "um filme à frente de seu tempo". Em Satyricon, Mitchell faz o papel de um ladrão que seqüestra um hermafrodita albino. "Ele captou coisas que pareciam vir do futuro."A obra de Petrônio registra a decadência da Roma Antiga. Mas nas mãos de Fellini, Satyricon ganha em surrealismo, tanto na composição das cenas, como na dos personagens e do enredo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.