Salman Khan, ator de Bollywood, vai para a prisão

O ator Salman Khan, um dos grandes astros do cinema indiano, foi condenado hoje a um ano de prisão pela caça furtiva (clandestina e criminosa) de antílopes negros, os chinkaras, segundo informou o tribunal.Um tribunal da cidade de Jodhpur, no estado de Rajastão (noroeste da Índia), declarou Khan culpado e ditou, além da prisão, uma multa de US$ 100 por haver matado dois antílopes negros em 1997.Trata-se de uma espécie ameaçada, protegida pela legislação indiana e cuja caça está estritamente proibida pela Lei de Proteção da Fauna, que impõe aos caçadores penas de até três anos de prisão e multas de até 25 mil rúpias.O incidente ocorreu em uma reserva natural próxima a Jodphur, durante a filmagem do musical de Bollywood Hum Saath Saath Hain(Estamos Todos Juntos).O julgamento se deu na ausência da única testemunha ocular, um motorista, o que não impediu que o juiz condenasse Khan, embora tenha declarado inocente outros oito acusados, entre os quais está também o ator Satish Shah.Os acusados tinham sido denunciados por membros da comunidade "Bishnoi" do Rajastão, um grupo que venera os chinkaras e os considera animais sagrados.O ator, que estava presente quando o tribunal pronunciou sua sentença, poderá recorrer a uma instância judicial superior, algo que seu advogado já anunciou que fará em breve.Este não é o único caso que Salman Khan, uma das figuras mais relevantes de Bollywood, tem pendente com a lei, pois enfrenta outras dez acusações, entre elas a de ter causado a morte de um pedestre ao dirigir bêbado e a de fugir após um atropelamento em Mumbai há três anos.O "bad boy", como é chamado pela imprensa de Bollywood, um atraente homem de 40 anos que malha diariamente, também esteve nas primeiras páginas das revistas quando manteve uma relação amorosa de dois anos com a "rainha" do cinema indiano, a bela ex-Miss Mundo Aishwarya Rai. Após o fim do romance, ela anunciou que se negava a voltar a trabalhar com ele.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.