Sadismo como terapia vira escândalo em Veneza

O que faz um rapaz preso em um saco a masturbar-se em um clube sadomasoquista? A resposta é dada em um filme japonês, Antenna, de Kumakiri Kazuyoshi. O longa-metragem que concorre na categoria Contracorrente levou ao Lido a cota de escândalo do Festival de Veneza. Adaptação do romance homônimo do autor do best seller Taguchi Randi, o filme conta como no fundo, uma terapia sadomasoquista pode valer tanto quanto uma sessão de psicanálise.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.