REUTERS/Regis Duvignau
REUTERS/Regis Duvignau

Ryan Coogler concorre ao prêmio de Pessoa do Ano da revista 'Time'

Diretor de 'Pantera Negra' concorre com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e outras personalidades

EFE

11 de dezembro de 2018 | 10h05

NOVA YORK — A revista Time divulgou na segunda-feira a lista final de candidatos ao prêmio de Pessoa do Ano de 2018 — Ryan Coogler, o diretor de Pantera Negra, concorre com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o promotor especial que investiga a interferência da Rússia nas eleições americanas de 2016, Robert Mueller, entre outros.

O prêmio, concedido desde 1927, reconhece a influência de uma pessoa ou ideia durante o ano em questão. Por esse motivo, também concorrem ao título as famílias de imigrantes separadas nos EUA.

Trump está de volta à relação após ter sido escolhido como Pessoa do Ano de 2016, depois de vencer a candidata democrata Hillary Clinton nas eleições americanas.

A lista também inclui os presidentes da Rússia, Vladimir Putin, e da Coreia do Sul, Moon Jae-in. O jornalista saudita Jamal Khashogi, assassinado no consulado de seu país em Istambul, na Turquia, também está na relação divulgada pela revista nesta segunda-feira.

Também está na lista a professora universitária Christine Blasey Ford, que esteve no noticiário após denunciar o então indicado à Suprema Corte dos EUA, Brett Kavanaugh, por assédio sexual.

Completam a relação a "Marcha Por Nossas Vidas", organizada por estudantes que sobreviveram ao pior ataque a tiros em uma escola americana, a atriz Merghan Markle, que se casou com o príncipe Harry, da Inglaterra.

No ano passado, a Time premiou como Pessoa do Ano as integrantes do movimento #MeToo, que denunciou uma série de abusos sexuais nos Estados Unidos.

Antes de divulgar a lista definitiva, a revista faz uma enquete na internet para saber a opinião dos leitores sobre quem deve ser a Pessoa do Ano. Na votação deste ano, que não necessariamente influencia as escolhas finais da revista, o presidente eleito Jair Bolsonaro foi incluído, ficando na oitava posição, com 4% dos votos.

O primeiro lugar da enquete ficou com a banda sul-coreana BTS. Entre outros que também receberam mais voto que Bolsonaro estão os meninos que ficaram presos em uma caverna na Tailândia, o príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohammed bin Salman, e a ex-primeira-dama dos EUA Michelle Obama.

Mais conteúdo sobre:
TimeRyan Coogler

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.