Roteirista abandona 4.º filme de <I>Indiana Jones</I>

O diretor e roteirista Frank Darabont afirmou que considera pouco provável uma continuação da saga de Indiana Jones, depois de um ano trabalhando no que seria o roteiro do quarto filme da série. Agora, Darabont se dedica a um novo projeto, uma refilmagem do clássico Fahrenheit 451. "Pessoalmente, tenho minhas dúvidas de que vejamos outro filme de Indiana Jones", confessou à EFE o autor, considerado um dos melhores roteiristas de Hollywood. Ele concorreu ao Oscar três vezes, duas delas como roteirista, por Um Sonho de Liberdade (1994) e de Green Mile(1999). A saga de Indiana Jones está desde 1989 no limbo, após três das maiores bilheteiras da história (Caçadores da Arca Perdida, O Templo da Perdição e A Última Cruzada). Desde então, não faltam boatos sobre a rodagem de um quarto episódio. Mas a esperança de Darabont, roteirista da série de TV As Aventuras do Jovem Indiana Jones, se tornou uma "decepção pessoal". "Steven Spielberg estava animado e pronto para começar a filmar. Infelizmente, não é só a opinião dele que conta. George Lucas leu o roteiro e não gostou", confirmou o roteirista. George Lucas é o produtor da saga, dirigida por Spielberg e estrelada por Harrison Ford. Darabont descreve a decisão de Lucas de voltar ao ponto de partida e escrever ele mesmo um novo roteiro como "estranha". Ele se mostra pessimista sobre o futuro da saga. "Não me entendam mal. Sou um grande fã da saga e queria que funcionasse", acrescentou. Ele também criticou Lucas por retirar do mercado as antigas versões de suas obras retocadas, "um crime por razões históricas". "Depois que um filme estréia, não pertence só a seu diretor, mas a todo o mundo", opinou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.