Reprodução
Reprodução

Roger Moore critica filme mais recente de James Bond

Ator que substituiu Sean Connery no papel do agente secreto em 1973 chamou 'Quantum of Solace' de 'comercial longo e desconjuntado'

estadão.com.br,

01 de novembro de 2011 | 17h00

SÃO PAULO - O ator Roger Moore, famoso por interpretar o espião britânico James Bond nos anos 70 e 80, comparou Quantum of Solace (2008), último lançamento da série, a um "comercial longo e desconjuntado". A declaração foi dada em entrevista ao jornal Daily Express.

 

Em 2006,  Moore elogiou a nomeação de Daniel Craig e sua primeira incursão no personagem, em Casino Royale.

 

A reprovação a Quantum of Solace, que apesar de bons números nas bilheterias não arrancou elegios da crítica como seu antecessor, se deve especialmente à frenética edição das cenas de ação, executada de uma maneira em que "é impossível entender o que está acontecendo".

 

Moore, que detém o recorde de atuações na pele do agente secreto, com sete filmes, também alfinetou Sean Connery, considerado pelos fãs o mais icônico entre todos os Bonds. "Sean é um bom no que faz, é uma pena que eu não consiga entender o que ele fala", brincou, referindo-se ao forte sotaque do escocês e à sua convoluta dicção.

 

Entre os mais memorávies longas estrelados por Moore estão 007 Contra o Homem da Pistola de Ouro (1974) e 007 - O Espião que me Amava (1977). Ao contrário de Connery e Craig, o ator nunca conseguiou emplacar uma carreira de sucesso fora do universo de James Bond.

 

 

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
Roger MooreJames BondDaniel Craig

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.