Robert Downey Jr. diz que esposa o fez deixar as drogas

Em entrevista à revista alemã 'Penthouse', astro de 'Homem de Ferro' conta que recebeu ultimato da mulher

08 de setembro de 2017 | 14h14

O ator americano Robert Downey Jr. afirma que deixou a dependência aos entorpecentes porque sua esposa lhe deu um ultimato, pedindo que escolhesse entre as drogas ou ela.   Na edição alemã da revista Penthouse, o protagonista de Homem de Ferro admite que o ultimato dado pela esposa, a produtora Susan Levin, foi um "choque saudável".   "Tive que fazer um esforço infernal para me livrar dessas coisas", explica o ator, que afirma que sua experiência anterior com outro tipo de dependências serviu para convencê-lo dos malefícios de consumir drogas.   Downey Jr. diz que é um "conto perigoso" a crença de que os entorpecentes contribuem para elevar a potência criativa, e lembra as pessoas "que ficaram no caminho".   O ator, de 43 anos, afirma também que, ao longo dos anos, aprendeu a lidar com a pressão da indústria do cinema.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.