Divulgação
Divulgação

Robert Downey Jr. chega aos 50 com corpinho de 20

Ator estreou no cinema aos 5 anos fazendo um papel em 'Pound', dirigido por seu pai; veja fotos e vídeos de sua carreira

Luiz Carlos Merten, O Estado de S. Paulo

04 de abril de 2015 | 10h00

Em 1970, Robert Downey Jr. tinha apenas 5 anos quando estreou no cinema, fazendo um papel em Pound, dirigido por seu pai, Robert Downey Sr. Desde então, nunca mais parou de atuar, fazendo cinema, televisão e até ópera. Neste sábado, 4 de abril, ele completa 50 anos. Já ter estado por 45 anos diante da câmera não representa pouco. Robert Downey Jr. teve mais altos e baixos do que qualquer astro de sua geração. Para chegar a ser o maior salário de Hollywood – na série Iron Man/Homem de Ferro –, ele teve de vencer a dependência das drogas e do álcool. Seu anjo da guarda foi a mulher produtora, Susan Levin, com quem está casado desde 2005.

Embora já atuasse desde menino, a carreira de Robert deslanchou aos 20 anos, quando ele fez alguns episódios da série Saturday Night Live. Foram seu passaporte para Hollywood, onde começou a participar de grandes e pequenos filmes. O sucesso veio aos 22 anos, com Menos Que Zero, de Marek Kanievska, no papel de um viciado em cocaína. Mais cinco anos e Robert Downey Jr. cravou uma indicação para o Oscar como o Charles Chaplin de Richard Attenborough – em Chaplin.

Ele seguiu participando de filmes importantes – Short Cuts/Cenas da Vida Americana, de Robert Altman, Assassinos por Natureza, de Oliver Stone, A Premonição, de Neil Jordan (na pele de um psicopata). Teve ligações com Molly Ringwald, que havia sido a namoradinha da América (a garota da porta ao lado) nos filmes de John Hughes, e também com Sarah Jessica Parker. Casou-se com Deborah Falconer, mãe de seu filho Índio. Todas essas uniões terminaram por causa das drogas. A história beira o escabroso. Robert Downey Jr. tinha 6 anos – você leu direito: 6! – quando fumou, em casa, o primeiro baseado.

Seu pai não dispensava unzinho e o filho entrou na onda dele. Robert Jr. nunca criticou Robert Sr. “Quando meu pai e eu consumíamos drogas juntos, era como se ele estivesse tentando expressar seu amor por mim da única forma como sabia.” Num surto psicótico provocado pela droga, chegou a invadir, armado, a casa de um vizinho. Foi preso, fichado e condenado a um ano de internação para reabilitar-se. Saiu em 2002 e, no ano seguinte, conheceu Susan Levin, com quem se casou em 2005. Vieram as séries de sucesso – Iron Man, absoluta, e Sherlock Holmes, com Jude Law como seu Dr. Watson.

O próprio Robert Jr. já disse que Tony Stark/Iron Man “é meu trabalho mais legal. Não é um herói comum. Tem problemas com a bebida, é mulherengo, carismático e agradável. É um personagem rico e cheio de defeitos. Entendo isso.” Diversificando as interpretações, fez humor em Trovão Tropical, no papel de um ator australiano que faz pigmentação na pele para interpretar um negro. Mais recentemente, entre um Iron Man e um Vingadores, foi protagonista do sólido drama O Juiz. Ainda este ano, será visto em Os Vingadores – Era de Ultron. Assinou para fazer no ano que vem Capitão América – Guerra Civil. E, em 2017, o próximo Homem-Aranha.

Não é todo mundo que consegue dar a volta por cima com tanto brilho. Roberty Downey Jr. chega aos 50 consciente de suas qualidades – e limites. “Sou muito bom no que faço, mas não dispenso uma estudada no personagem. E não ligo para as baboseiras que a imprensa diz, quando me proclama o maior ator de minha geração. Se não acreditasse nisso, não sei onde estaria nem que tipo de trabalho teria feito.” Além do filho com Deborah Falconer, Robert Jr. tem outros dois, um casal, com Susan Levin. Ele já disse que ela é a mulher perfeita, perfeita, perfeita (três vezes). Para celebrá-la, fez uma tatuagem no braço esquerdo. Está escrito ‘Suzie Q’. No direito, tem outra tatuagem, e é o nome de Índio, o primeiro filho.

Trovão Tropical

O Solista

Homem de Ferro 1

Sherlock Holmes

Os Vingadores: Era de Ultron

Vídeo de Robert Downey Jr. entregando braço biônico a um garoto

Downey Jr. cantando com Sting - Driven to Tears

 

Tudo o que sabemos sobre:
CinamRobert Downey Jr

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.