Richard Gere reprova guerra ao Iraque

O ator norte-americano Richard Gere se somou hoje em Roma às personalidades do mundo da cultura e do espetáculo dos EUA que defendem a necessidade de buscar uma alternativa para a guerra no Iraque. "É preciso buscar uma alternativa à intervenção no Iraque", disse o budista Gere, para quem é preciso "tomar a decisão o mais tranqüilamente possível".Gere, que chegou à capital italiana vindo diretamente de Berlim - onde conquistou um extraordinário êxito de público e crítica com sua interpretação no musical Chicago -, apresentará hoje em Roma o filme que já é citado como possível ganhador de um Oscar.Renée Zellweger, que forma, ao lado de Catherine Zeta-Jones, a dupla de protagonistas de Chicago, disse, por sua vez, sentir-se "como uma menina frustrada" diante da pespectiva de uma guerra. A ex-Bridget Jones, nascida no Texas, disse não entender "por que é preciso ir à guerra" e admite que se sente "verdadeiramente confusa" a respeito.

Agencia Estado,

10 de fevereiro de 2003 | 13h05

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.