Richard Gere diz que beijo no rosto de atriz ´não foi nada´

O astro de Hollywood Richard Gere minimizou na quinta-feira, 26, a importância do fato de um tribunal indiano ter ordenado sua prisão por ter cometido um ato obsceno em público ao beijar o rosto da atriz de Bollywood Shilpa Shetty.Gere pegou Shilpa nos braços, a inclinou para baixo e a beijou várias vezes no rosto durante um evento realizado em Nova Délhi na semana passada que tinha como objetivo difundir a conscientização da Aids entre caminhoneiros indianos.Seu gesto provocou protestos em algumas partes da Índia, especialmente por grupos de defesa dos valores hindus, que o interpretaram como uma afronta à cultura indiana. Um tribunal da cidade de Jaipur, no norte da Índia, ordenou a prisão de Gere, atendendo a uma queixa registrada por um advogado local.Budista devoto que viaja à Índia com freqüência para visitar o Dalai Lama, Gere disse que o evento foi um sucesso no momento em que aconteceu, mas que o caso depois ganhou proporções exageradas.Partido conservador"O fato de eu beijar a garota no rosto não foi nada", disse o ator no programa The Daily Show With Jon Stewart, do canal a cabo Comedy Central, na noite de quinta-feira. O ator estava divulgando seu filme mais recente, The Hoax.Embora o ator de 57 anos, astro de Uma Linda Mulher e A Força do Destino, possa ser condenado a três meses de cadeia ou uma multa, ou, ainda, as duas coisas, pela infração, ele disse que não sabe de ninguém que tenha cumprido pena de prisão por algo desse tipo."Existe na Índia um partido político muito conservador, muito de direita, que atua como a polícia moral do país .... Ele faz esse tipo de coisa com freqüência", disse Gere. "A coisa chega a um tribunal de respeito e é arquivada."ProtestosGrupos de homens queimaram e chutaram efígies de palha de Gere e Shilpa, em protestos esporádicos realizados em várias partes do país, depois de os jornais publicarem fotos do casal se beijando em suas primeiras páginas e de canais de TV transmitirem as imagens várias vezes.O advogado que registrou a queixa contra Gere, Poonam Chand Bhandari, disse que um juiz de um tribunal de Jaipur assistiu a um vídeo de Gere beijando Shilpa e considerou o ator culpado de infringir as leis indianas contra a obscenidade pública.O tribunal convocou Shetty a comparecer em 5 de maio, disse Bhandari, acrescentando que também foi ordenada a prisão de Gere.Richard Gere viaja à Índia com freqüência para encontrar o Dalai Lama, que vive no exílio no norte do país, e é defensor declarado da causa tibetana, além de trabalhar com entidades humanitárias que cuidam de aidéticos e órfãos no país.Shilpa se defende Shilpa Shetty, vencedora da última edição do reality show britânico Celebrity Big Brother, disse que o beijo pode ter "passado um pouco dos limites" mas que não foi obsceno, e que os protestos na Índia fazem o país parecer atrasado.Ela disse que Gere estava apenas reencenando alguns de seus movimentos do filme Dança Comigo? para divertir a platéia no evento antiaids e comunicar-se com as pessoas em estilo de Bollywood, já que não fala hindi.Muitos comentaristas disseram lamentar o fato de que grupos que descreveram como marginais estarem criando uma "tempestade em copo d´água" em torno de um inofensivo beijo no rosto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.