Revista elege Brad Pitt um cidadão modelo dos EUA

O ator americano Brad Pitt foi nomeado uma das 15 pessoas que engrandecem os Estados Unidos, segundo a prestigiada revista semanal Newsweek. A publicação destaca o fato de o galã usar sua fama para chamar atenção para a África, já que teve sua primeira filha este mês na Namíbia, para despertar a consciência do primeiro mundo para a situação dramática dos países africanos. O ator revelou que, tendo em vista que a imprensa ficaria atrás dele e de Angelina por causa do bebê, essa seria uma boa forma para chamar a atenção para essa causa humanitária. "Foi a primeira vez que eu realmente senti que nós tínhamos controle da situação", disse o ator, referindo-se à privacidade que ele, Angelina e os filhos adotivos do casal, Maddox e Zahara, tiveram. "Não posso descrever o imenso alívio que senti". Shiloh Nouvel Jolie-Pitt nasceu em 27 de maio em uma clínica particular de Walvis Bay, na Namíbia, e dias após seu nascimento o casal agradeceu ao país, em coletiva de imprensa, pelos dias de paz proporcionados. "Nós sabíamos que alguém ia nos abordar para pedir a primeira foto (de Shiloh Nouvel), e que com isso iríamos lucrar muito. Eu simplesmente não poderia viver com isso", declarou Pitt à Newsweek. "Nós tínhamos a possibilidade de olhar ao redor e coletar milhões para ajudar pessoas que realmente precisam". O objetivo do casal foi vender a primeira foto da filha e doar o dinheiro recebido para instituições de caridade.Figuram na lista das 15 personalidades ou corporações que engrandecem os Estados Unidos o jornalista Soledad O?Brien, âncora do programa da CNN American Morning, que a revista afirmou ter feito uma reportagem com profunda fúria um dia após o devastador furação Katrina, e Rick Warren, autor do livro The Purpose Driven Life.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.