Remake de "Nove Rainhas" chega aos cinemas

Gregory Jacobs decidiu estrear como diretor de cinema fazendo um remake de Nove Rainhas, sucesso do cinema argentino em 2000. A versão norte-americana, 171, chega hoje ao circuito brasileiro. A versão de Jacobs substitui o contexto social do filme de Fabián Bielinsky, a crise ética e moral em tempos de falência econômica da Argentina, pelas diferenças étnicas de Los Angeles, onde a presença da comunidade latina é marcante. Aqui, o jovem ator mexicano Diego Luna (E Sua Mãe Também) interpreta Rodrigo, trambiqueiro de origem mexico-americana que se une a Richard, vigarista mais experiente, vivido pelo americano John C. Reilly (indicado para o Oscar de coadjuvante por Chicago) para aplicar pequenos golpes pela cidade. Em Nove Rainhas, os papéis foram interpretados Gastón Pauls e Ricardo Darín, respectivamente. Apesar das dificuldades que a produção exigia, Jacobs esteve bem amparado: 171 é produzido pela Section Eight, produtora de George Clooney e Steven Soderbergh. Nos últimos anos, este último tem se revelado entusiasta do remake. Em um intervalo de três anos, Soderbergh dirigiu dois: Onze homens e Um Segredo (2001), nova versão do sucesso de 1960 dirigido por Lewis Milestone, protagonizado por Frank Sinatra e Dean Martin, e Solaris (2002), atualização do intrincado drama de ficção científica realizado por Andrei.Além de produzir, Soderbergh também assina com Jacobs o roteiro da refilmagem, concebida como um projeto independente, rodado em locações, sem grandes estrelas internacionais - o elenco ainda inclui o britânico Paul Mullan (Meu Nome É Joe) e Maggie Gyllenhaal (O Sorriso da Monalisa).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.