Chris Pizzello/ AP
Chris Pizzello/ AP

'Rei Arthur - A Lenda da Espada' retoma personagem folclórico e pode virar franquia

Dirigido por Guy Ritchie, traz no elenco Charlie Hunnam, Djimon Hounsou

Alicia Powell, O Estado de S.Paulo

09 de maio de 2017 | 11h58

Uma nova era, e talvez até uma franquia, aguarda a lenda do Rei Arthur, herói do folclore britânico.

Rei Arthur - A Lenda da Espada, que estreia nos cinemas dos Estados Unidos na sexta-feira, 12, ressuscita as histórias do guerreiro lendário, de seus famosos cavaleiros da Távola Redonda e do mago Merlin.

Dirigido por Guy Ritchie, A Lenda da Espada aborda as origens de Arthur, interpretado por Charlie Hunnam, quando este é retirado da pobreza em meio à qual cresceu como órfão e se torna o líder de uma resistência contra seu tio, o rei Vortigern, vivido por Jude Law.

"Algo que tem sido realmente, realmente importante na minha vida, e que é um dos temas centrais do filme, é a capacidade inquestionável de uma pessoa para se elevar na vida através de um esforço consciente", disse Hunnam à Reuters.

Arthur é o único capaz de extrair a espada mágica Excalibur da rocha em que está presa, e, guiado pelos amigos e por alguma magia de Merlin, o herói se descobre empenhado em salvar a Inglaterra do comando tirânico de um rei implacável.

Embora o folclore sobre o Rei Arthur venha da Idade Média, a história de uma revolta civil é algo que pode se aplicar ao público atual, disse Djimon Hounsou, intérprete de Bedivere, confidente de Artur.

"Ecoa com força o que está acontecendo na América ou, ainda mais importante, o que está acontecendo no mundo", disse Hounsou.

A lenda do Rei Arthur já foi adaptada em vários filmes ao longo dos anos, desde "Os Cavaleiros da Távola Redonda", de 1953, a "Arthur e Merlin", de 2015. Ritchie acredita em sua durabilidade, dizendo que já vislumbra vários filmes para sua nova versão do herói folclórico.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.