AP
AP

Refilmagem de 'Sete Homens e um Destino' vai estrear no festival de Toronto

No elenco, Denzel Washington, Chris Pratt, Ethan Hawke, Vincent D’Onofrio e Peter Sarsgaard; evento será em setembro

Ethan Lou, Reuters

27 Julho 2016 | 11h46

TORONTO - Dirigida por Antoine Fuqua, a refilmagem do faroeste de 1960 Sete Homens e um Destino deve dar início ao Festival Internacional de Cinema de Toronto no dia 8 de setembro, que também terá filmes sobre o delator norte-americano Edward Snowden e o ex-presidente dos Estados Unidos Lyndon B. Johnson entre os costumeiros aspirantes ao Oscar.

O festival de 10 dias, que chega a seu 41º ano, vem se tornando uma plataforma de lançamento para a temporada de premiações de Hollywood – produções como 12 Anos de Escravidão, O Discurso do Rei e Quem Quer Ser um Milionário? ganharam ímpeto na festa canadense antes de conquistarem o Oscar de melhor filme.

Os organizadores disseram, em comunicado nesta terça-feira, que o festival deve começar com a estreia mundial de Sete Homens e um Destino, que conta com os astros Denzel Washington, Chris Pratt, Ethan Hawke, Vincent D’Onofrio, Byung-Hun Lee, Manuel Garcia-Rulfo, Martin Sensmeier, Haley Bennett e Peter Sarsgaard.

O remake de Fuqua do original de 1960 conta a história da cidade de Rose Creek sob o controle sanguinário do industrial Bartholomew Bogue, interpretado por Sarsgaard, e dos mercenários contratados para proteger os moradores da localidade.

O festival será encerrado com o lançamento mundial de The Edge of Seventeen, de Kelly Fremon Craig, sobre uma aluna de segundo grau desajeitada, vivida por Hailee Steinfeld, que conquista a amizade inesperada de um garoto pensativo interpretado por Hayden Szeto, e ainda conta com Woody Harrelson no elenco.

As cinebiografias terão destaque na badalada festa de gala do festival e nos programas de exibições especiais.

Oliver Stone, conhecido pelo filme gangster Scarface e o drama financeiro Wall Street, dirige Snowden, que tem Joseph Gordon-Levitt como protagonista da história pessoal da figura que revelou ao mundo a vigilância ilegal dos EUA.

Rob Reiner, conhecido pela comédia romântica Harry e Sally, Feitos Um Para o Outro, dirigido LBJ, no qual Harrelson retrata o ex-presidente norte-americano.

O festival vai até 18 de setembro.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.