Mike Blake/Reuters
Mike Blake/Reuters

Quentin Tarantino e Jane Fonda se pronunciam sobre assédio de Harvey Weinstein

Diretor se diz 'de coração partido' e atriz afirma que sabia de um dos casos de abuso

O Estado de S.Paulo

13 Outubro 2017 | 21h20

O cineasta Quentin Tarantino, por meio do Twitter da atriz Amber Tamblyn, se manifestou em relação às denúncias de abuso sexual que foram feitas contra o produtor Harvey Weinstein.


O diretor afirmou estar "de coração partido" por sua amizade de 25 anos e pediu alguns dias para "processar a dor". Segundo ele, após esse período, ele pretende se pronunciar publicamente. 

A atriz Jane Fonda afirmou à rede CNN que se sente envergonhada por não ter denunciado o caso quando tomou conhecimento, há cerca de um ano.

Penélope Cruz, que venceu o Oscar de melhor atriz coadjuvante por seu papel no filme Vicky Cristina Barcelona, produzido por Weinstein, afirmou que o abuso de poder por parte do produtor era "inaceitável".

Mais conteúdo sobre:
Harvey Weinstein

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.