LUKE MACGREGOR| REUTERS
LUKE MACGREGOR| REUTERS

Quentin Tarantino confirma aposentadoria após mais dois filmes; veja filmografia comentada

“Gostaria de ser lembrado como um dos melhores cineastas de todos os tempos”, disse o diretor em conferência realizada em San Diego

O Estado de S. Paulo

04 de novembro de 2016 | 12h20

Quentin Tarantino confirmou o que vem soltando aos poucos nas suas mais recentes entrevistas: ele planeja se aposentar depois de mais dois filmes. 

A nova afirmação dada pelo diretor e roteirista durante uma conferência em San Diego, na Califórnia, de acordo com o site The Hollywood Reporter. 

“Drop the mic”, brincou o diretor após confirmar a aposentadoria. Explicando: “dropt the mic” pode ser traduzido livremente como “largar o microfone no chão”, expressão usada como piada após alguma revelação bombástica de alguém, como se não houvesse mais nada a ser dito. “Contem para todo mundo”, completou o diretor. 

Há quatro anos, pelo menos, Tarantino vem dando indícios de seus planos de parar de fazer filmes quando chegar ao décimo longa-metragem. A conta do diretor inclui oito filmes até agora – Kill Bill, para ele, é considerado um só, mesmo que o longa tenha sido dividido por dois para chegar aos cinemas. Existe, de acordo com o The Guardian, a possibilidade de que um terceiro Kill Bill estar nos planos de Tarantino. 

Por enquanto, sabe-se que Tarantino planeja uma história de que passa durante os anos 1930, na Austrália. “Seria uma história meio Bonnie and Clyde, com um casal de fora da lei na Austrália. Vamos ver se isso acontece”, disse o diretor, em janeiro, ao site So, Is It Any Good? 

Durante a conferência realizada na última quinta-feira, 3, Tarantino ainda deixou a modéstia de lado ao dizer seus planos futuros após a aposentadoria dos cinemas. “Quero ser lembrado como um dos cineastas mais bem-sucedidos que já viveram”, disse. 

Após deixar o cinema, Tarantino planeja escrever romances e peças de teatro. “E vou além, quero ser um dos maiores artistas, não apenas um dos melhores cineastas.” 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.