Público de cinema aumenta na União Européia

Os europeus estão indo mais ao cinema. Estatísticas relativas ao ano de 2001 mostram que a freqüência dos cidadãos de 11 países da União Européia nos cinemas subiu 10,2% em relação ao ano anterior. Na prática, significa que foram vendidas 930 milhões de entradas nesses países em 2001, que geraram mais de 5 bilhões de euros. Quanto a 2002, as estatísticas oficiais ainda não saíram, mas o Eurostat, órgão encarregado das estatísticas da União Européia, acha que o ano passado não deve ter apresentado grandes alterações em relação a 2001. Proporcionalmente, os irlandeses são os que mais vêem filmes nos cinemas dentre os países da UE. A média de ingressos vendidos por habitante na Irlanda em 2001 foi de 4,2. Logo atrás vêm os espanhóis, com uma média de 3,6 ingressos por habitante. Na outra ponta estão os finlandeses e os gregos, ambos com uma média de apenas 1,3 ingresso por habitante. A Finlândia e a Bélgica são os únicos países que não apresentaram aumento de público na União Européia. O país cujo público de cinema mais cresceu foi a Alemanha, com um significativo aumento de 17%, seguido pela França, com 12%, e Dinamarca, com 11%. A hegemonia dos filmes americanos, segundo o Eurostat, também existe na Europa. Produções dos EUA abocanharam dois terços da receita de bilheteria da União Européia em 2001. Em alguns países Hollywood chegou a ficar com 80% da bilheteria, a exemplo da Espanha, Luxembrugo, Grécia e Alemanha. A contrapartida americana não é do mesmo tamanho. O Eurostat cita que os filmes europeus tiveram em 2001 apenas 5% das bilheterias nos EUA. O filme campeão de público na União Européia em 2001 foi Harry Potter e a Pedra Filosofal, produzido pelo estúdio americano Warner Bros. O aprendiz de bruxo liderou a bilheteria em seis dos 11 países membros da UE. Mas filmes europeus foram capazes de empurrá-lo para segundo ou terceiro lugar em alguns países. Na França, por exemplo, Potter ficou atrás de O Fabuloso Destino de Amélie Poulain e La Vérité Si Je Mens!. A União Européia conta hoje com 15 países, mas somente 11 deles forneceram dados para a pesquisa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.