Divulgação
Divulgação

Produtores de Hollywood premiam 'La La Land' e 'Stranger Things'

A Associação de Produtores da América (PGA) está entre as principais organizações do setor que representam os produtores de filmes e programas de TV nos EUA

Reuters

29 Janeiro 2017 | 18h26

LOS ANGELES - Produtores de Hollywood nomearam no sábado, 28, o musical La La Land como o melhor filme de 2016 em uma cerimônia marcada por críticas à política de imigração do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

A grande vitória de La La Land no 28º prêmio anual coloca o filme, com Ryan Gosling e Emma Stone, como um dos favoritos ao Oscar, para o qual recebeu 14 indicações neste mês.

A Associação de Produtores da América (PGA), que está entre as principais organizações do setor que representam os produtores de filmes e programas de TV, também premiou Zootopia como melhor filme de animação, OJ: Made in America como documentário e a série do Netflix Stranger Things venceu na categoria drama de televisão.

Na cerimônia, o músico John Legend, estrela de La La Land, criticou o decreto do novo presidente, que impede a chegada aos Estados Unidos de pessoas de certos países de maioria muçulmana, o que gerou protestos e confusão em vários aeroportos norte-americanos.

"Nós encorajamos todo mundo lá fora a se manifestar contra isso", disse Legend.

Nos últimos anos, os vencedores de filmes da PGA geralmente ganharam o Oscar de melhor filme, o grande prêmio de Hollywood.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.