Chris Pizzello/AP
Chris Pizzello/AP

Produtora de Stallone nega acusação de calote da O2

Produtora de 'Os Mercenários' diz que pagou mais do que foi pedido por produtora brasileira

estadão.com.br,

04 de agosto de 2010 | 18h39

A produtora do filme Os Mercenários de Sylvester Stallone afirma que a acusação de calote feita pela produtora O2 Filmes de Fernando Meirelles é "categoricamente e universalmente mentirosa", e afirmam possuir documentos que comprovam as negociações.

 

A produtora brasileira O2 foi parceira da Nu Image/Millennium Films na produção de parte do filme que foi rodada no Rio no ano passado. A O2 diz que Stallone lhe deve U$ 2,2 milhões pelo trabalho, conforme divulgou ontem a agência Associated Press, com base em um comunicado da empresa.

 

Nesta quarta, 4, a Nu Image/Millennium Films envia um comunicado à imprensa fazendo as contas. Informa ter recebido um orçamento de US$ 2,9 milhões da O2, mas perceberam logo que seriam necessários US$ 3,5 milhões para realizar o trabalho. Durante as filmagens as duas produtoras aumentaram o orçamento para US$ 4,9 milhões. No final das contas, devido a questões de seguro e câmbio, dizem ter pago exatamente US$ 5.564 milhões, e terem recebido um e-mail da O2 reconhecendo que o pagamento tinha sido suficiente para cobrir os custos da produção.

 

Além do pagamento efetuado à O2 Filmes, a Nu Image diz ter feitos pagamentos diretos a fornecedores brasileiros equivalentes a US$ 1,4 milhões, elevando os gastos a cerca de US$ 7 milhões, cerca de US$ 4,1 milhões a mais do que a estimativa original da produtora brasileira.

 

Os Mercenários, que tem estreia prevista no Brasil para sexta-feira, 13, foi escrito, dirigido e é estrelado por Stallone, Bruce Willis, Arnold Schwarzenegger, Jet Li, Dolph Lundgren e Jason Statham.

 

O filme tem causando polêmicas por aqui. Na pré-estreia realizada na feira de história em quadrinhos Comic-Con de San Diego, em 23 de julho, Stallone quis fazer graça e disse ter adorado filmar no Brasil por ser um país onde era possível dar tiros, destruir prédios e carros sem ninguém reclamar.  "Você pode explodir o país inteiro e eles dizem, 'obrigado e aqui está um macaco para você levar com você para casa', disse.

 

Com suas declarações, Stallone causou a revolta entre os internautas brasileiros que lançaram campanhas no Twitter imitando a realizada contra Galvão Bueno durante a Copa: 'cala a boca Sylvester Stallone', além de pedirem boicote ao filme Os Mercenários. Diante da mobilização nacional, Stallone se viu obrigado a fazer um pedido formal de desculpas.

Tudo o que sabemos sobre:
StalloneOs MercenáriosO2

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.