Red Granite Pictures
Red Granite Pictures

Produtora de 'O Lobo de Wall Street' vai pagar 60 milhões de dólares para encerrar processo

Red Granite Pictures é empresa da Malásia e pertence a enteado do primeiro-ministro. Dinheiro teria sido desviado de fundo estatal para financiar viagem e gastos de milhares de dólares em Las Vegas

Reuters

07 Março 2018 | 18h08

KUALA LUMPUR - A empresa por trás do filme O Lobo de Wall Street (2013) concordou em pagar 60 milhões de dólares ao governo dos Estados Unidos para encerrar uma ação civil que pedia a apropriação de bens supostamente adquiridos com dinheiro roubado de um fundo estatal da Malásia.

+++ Dois olhares sobre 'O Lobo de Wall-Street'

A produtora do filme, Red Granite Pictures, cofundada pelo enteado do primeiro-ministro malaio, havia anunciado em setembro que tinha chegado a um acordo com o governo dos EUA, mas à época não revelou nenhum valor.

+++ 'O Lobo de Wall Street' teria sido financiado por empresa fundada pelo premiê da Malásia

De acordo com documentos apresentados a um tribunal da Califórnia nesta quarta-feira, a empresa também pagou para encerrar processos a respeito de seus direitos e juros relativos a dois outros filmes, Pai em Dose Dupla e Débi e Lóide 2.

+++ ONG pede que Leonardo DiCaprio devolva lucros de 'O Lobo de Wall Street'

"Estamos contentes por finalmente deixar esta questão para trás e esperamos poder redirecionar toda nossa atenção de volta ao nosso negócio de cinema", disse a Red Granite em um comunicado incluído entre os documentos.

+++ Leonardo DiCaprio vai estrelar novo filme de Quentin Tarantino

Os procuradores norte-americanos alegaram que os três filmes foram financiados pela Red Granite usando dinheiro desviado do 1Malaysia Development Berhad (1MDB), um fundo estatal criado em 2009 pelo primeiro-ministro malaio, Najib Razak.

Embora Najib não tenha sido alvo de nenhuma ação, vários de seus sócios, inclusive seu enteado Riza Aziz, foram mencionados por investigadores dos EUA. Najib e Riza vêm negando insistentemente qualquer irregularidade.

 

Mais conteúdo sobre:
cinema Leonardo DiCaprio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.