Produções mexicanas são aplaudidas em Cannes

Os filmes mexicanos El Violín, de Francisco Vargas, e Drama/Mex, de Gerardo Naranjo, receberam na noite da última quarta-feira uma salva de aplausos em Cannes, a exemplo de Babel, de Alejandro González Iñárritu, considerado um dos principais candidatos à Palma de Ouro. Todos os filmes foram bem recebidos pela crítica e pelo público, o que comprova que o cinema mexicano nunca foi tão bem representado no Festival de Cannes como nesta edição. O primeiro é candidato à Câmara de Ouro de melhor obra-prima para a seção oficial Una Cierta Mirada, que ocorre paralelamente a Cannes. O segundo foi selecionado para a 45.ª Semana Internacional da Crítica. A sala Debussy estava cheia - como poucas vezes se viu nesta edição do festival - e aclamou com uma salva de aplausos os 19 representantes de El Violín. Entre eles estavam o diretor e Angel Tavira, ator principal do filme, que interpreta um velho violinista que usa a caixa de seu instrumento para levar munição à guerrilha e que afronta um militar que descobre seu jogo duplo, dizendo-lhe "Acabou-se a música". Filmado em preto e branco por Martín Boege e interpretado por uma série de atores amadores, El Violín evoca um cenário muitas vezes repetido na história da América Latina, o de um país em guerra que quer proteger e compartilhar suas riquezas, sem recorrer à recursos violentos e ao uso de armas. O tom e o ambiente mudam completamente em Drama/Mex. O longa conta histórias da classe média alta, da juventude hedonista e de adolescentes que se prostituem por prazer na cidade de Acapulco. Entre elas há a de uma jovem que não sabe se decidir entre dois amores e a de uma menina que se apaixona por um homem mais velho, cuja carteira é roubada e não sabe se comete suicídio ou não. Filmado à mão por uma câmera digital e ampliado em 35mm, o que deixa as imagens desfocadas e desordenadas (assim como a vida dos protagonistas), Drama/Mex é um filme direto e espontâneo, apesar de ter enfrentado obstáculos, como o orçamento pequeno.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.