Produção de filmes mexicanos é a mais alta em 17 anos

Aumento também atinge bilheterias, que cresceram 5% em relação ao ano passado

Efe,

07 de dezembro de 2018 | 11h37

A produção de filmes mexicanos em 2007 foi a mais alta dos últimos 17 anos, com 70 filmes, 10% a mais que em 2006, anunciou o Instituto Mexicano de Cinematografia (Imcine). Em seu último relatório, a instituição explicou que este ano o Estado destinou 670 milhões de pesos (US$ 61,75 milhões) à produção de filmes. Entre 2001 e 2006 o montante total havia sido de 680 milhões (US$ 62,6 milhões). Dos filmes mexicanos de 2007, 59% foram produzidos com fundos públicos. Entre eles estão 20 curtas-metragens, seis documentários e duas animações. Mais de 100 empresas participaram da produção. Este ano estrearam 43 filmes mexicanos, 79% deles produzidos com recursos públicos. Foram 30% a mais que no ano passado. O total de espectadores em salas de cinema no México, incluindo filmes estrangeiros, foi de 170 milhões, 5% a mais que no ano anterior. Eles geraram uma bilheteria de 6,5 bilhões de pesos (US$ 599 milhões). O cinema mexicano atraiu 8% dos espectadores, passando de 11 milhões em 2006 a 14 milhões este ano. O filme mexicano de maior público nos cinemas foi "Quilômetro 31", com 3,2 milhões.

Tudo o que sabemos sobre:
CinemaMéxico

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.