"Procurando Nemo" estréia nos cinemas

Estréia hoje o filme de animação que deve ser o grande programa do início das férias infantis. Procurando Nemo é o último sucesso da Pixar Animation Studios, também produtora de Monstros S/A, Vida de Inseto e Toy Story 1 e 2. Sua estréia nos Estados Unidos bateu o recorde de bilheteria de Monstros S/A, arrecadando US$ 70 milhões. A idéia de Andrew Stanton, estreante como diretor - mas que já havia participado em outras funções nos longas anteriores - era retratar a vida submarina com um primor de imagem e movimentos nunca antes visto em animações. Para isso, eles escalaram mais de 180 artistas e visitaram inúmeros parques aquáticos, além de estudar trabalhos anteriores como Tubarões, Pequena Sereia e Mar em Fúria.A Pixar teve de desenvolver programas especiais de animação para colocar na tela o universo submarino, cheio de cor, movimento e perspectivas distorcidas pelo próprio efeito da água sobre criaturas e objetos. "Foi difícil trabalhar com tudo isso, mas agora, com o filme pronto, estamos todos muito contentes. É gratificante criar uma história como essa", diz John Lasseter, da Pixar. E tudo isso para contar a divertida história de um peixinho-palhaço que vive somente com o pai. O pequeno protagonista tem uma barbatana menor que a outra e por isso causa a maior preocupação do pai superprotetor, tirando-o dos apuros em que se mete.Com uma linguagem simples, Procurando Nemo é uma viagem de cores, movimento e tecnologia. É uma história divertida também, embora não tão engraçada quanto a sociedade simpática de Monstros S/A. Tartarugas com linguajar de surfista e cenas bem sacadas, com trilha sonora idem, garantem a diversão daqueles que vivem em terra firme.Veja a cotação dos filmes que estréiam nesta sexta-feira: **** Procurando Nemo **** Conto de Outono **** Longe do Paraíso *** Dolls

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.