Príncipes Harry e William brilham em estréia do novo Bond

Centenas de fãs lotaram a praça de Leicester Square, em Londres, para ver o elenco e os dois príncipes

Efe,

08 de outubro de 2030 | 10h41

James Bond trabalha "a serviço de sua Majestade" a rainha da Inglaterra, mas na noite de quarta-feira, 29, se rendeu aos príncipes William e Harry, que assistiram, em Londres, à estréia mundial do novo filme do agente 007, Quantum of Solace.   Centenas de fãs lotaram a praça de Leicester Square, no centro de Londres, onde ocorreu a apresentação da 22.º filme de Bond, para ver desfilar no tapete vermelho os ídolos da telona e os dois príncipes.     Olga Kurylenko e Daniel Craig: Bond girl e o agente 007. Fotos:  AP e Efe   Veja também: Jack White e Alicia Keys cantam tema do novo James Bond Daniel Craig é o preferido por britânicas para romance Ator de James Bond é eleito o britânico mais bem-vestido   O ator britânico Daniel Craig, que encarna pela segunda vez o agente após estrear no papel em 007 - Cassino Royale (2006), enlouqueceu a multidão ao chegar, em um Mercedes prateado, à praça, onde deu vários autógrafos.   Craig, de 40 anos, se apresentou usando um elegante smoking do mesmo estilo dos encontrados no guarda-roupa de Bond, mas com o braço direito imobilizado devido a uma lesão no ombro sofrida durante a gravação do filme.   Questionado sobre por que a estréia do longa, que chegará aos cinemas britânicos nesta sexta-feira - no Brasil, só no dia 7 de novembro -, ocorria em Londres, o ator (acompanhado da namorada, Satsuki Mitchell) respondeu: "Porque se trata de Bond, que é muito britânico".   Apesar das entusiasmadas boas-vindas da multidão reunida a Craig, a grande sensação da noite foram os príncipes ingleses, que surgiram muito sorridentes de seus automóveis oficiais, apesar de não terem posado para fotos no tapete vermelho por razões de segurança.   Príncipes Harry e William na estréia de 'Quantum of Solace'. Foto: AP   Usando smokings pretos e gravatas-borboleta, William, de 26 anos, e Harry, de 24, arrancaram de Bond o compromisso de a cerimônia de estréia do filme levantar fundos para duas organizações beneficentes ligadas às Forças Armadas Britânicas.   No interior do Cinema Odeon em Leicester Square, os filhos do príncipe Charles, herdeiro à Coroa, conversaram com soldados e veteranos de guerra convidados à cerimônia, e também dedicaram atenção aos atores do longa-metragem.   Entre as estrelas do elenco, estiveram presentes Judi Dench (M., chefe do agente) e a explosiva Olga Kurylenko (Camille, a nova Bond girl), que, com um longo vermelho, atraiu muitos flashes dos fotógrafos, aos quais cumprimentou com bastante efusividade.   Também passaram pelo tapete vermelho os atores Mathieu Amalric (o vilão Dominic Greene), Gemma Arterton (a agente Strawberry Fields), assim como o diretor do filme, Marc Forster.   Os atores Gemma Arterton e Mathieu Amalric, o vilão da filme. Fotos: Efe e Reuters   Quantum of Solace é a continuação de Cassino Royale, feito sem precedentes na história de Bond. No longa, o agente investiga os motivos da traição da mulher pela qual se apaixonou, Vesper Lynd (Eva Green), que morreu no filme anterior. O espião acha pistas de Dominic Greene, um "terrorista-ambiental" que quer colocar à frente da Bolívia um general exilado em troca dos recursos naturais do país.   O filme é o mais curto da saga (106 minutos), mas também o mais caro, pois custou US$ 230 milhões, e o que teve mais localizações de gravação, já que foi filmado em Reino Unido, Panamá, Chile, Itália, Áustria e México.   Como não podia ser de outra maneira, Quantum of Solace oferece grandes doses de ação (brigas, perseguições em moto, carro, navio e avião, e saltos tão vertiginosos quanto arriscados). No entanto, o fã de carteirinha sentirá falta de algumas frases típicas de 007, como seu conhecido "Bond, James Bond", e seu famoso martini ("agitado, não mexido"), que estão ausentes no novo longa. "Não parece um filme de Bond. Craig não diz uma só vez: 'Meu nome é Bond, James Bond", criticou recentemente o crítico David Edwards no jornal The Mirror.   No entanto, a nova aventura do agente secreto foi bem recebida pela crítica em geral, embora alguns comentaristas compartilhem a opinião do jornal The Guardian, que considera que "Quantum of Solace não é tão bom quanto Cassino Royale".   O título do novo filme, convém esclarecer, provém do relato homônimo incluído em "For your eyes only", uma coletânea de contos sobre do agente que o escritor britânico Ian Fleming (1908-1964), pai do célebre espião, publicou em 1960.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.