Prêmios técnicos lembram caráter coletivo do cinema

Quem discute um filme em geral fala do diretor, dos atores, talvez do roteiro. Mas é comum deixar em segundo plano aspectos técnicos como a fotografia, montagem, direção de arte, som, etc. Um filme não existe sem eles e premiar seus profissionais é reconhecer o caráter coletivo da criação cinematográfica. É também aceitar o cinema como arte industrial, ou seja, dependente da técnica. Essa discussão ganha maior relevo quando se recorda que o candidato brasileiro no Oscar disputa duas dessas categorias, montagem e fotografia." target=_blank>

Agencia Estado,

28 de fevereiro de 2004 | 05h55

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.