Netflix
Netflix

Prêmio que celebra o cinema independente, o Spirit Awards entrega seus troféus

'A Despedida', de Lulu Wang, ganhou como melhor filme, Adam Sandler como melhor ator por 'Joias Brutas' e Renée Zellweger como a melhor atriz por 'Judy: Muito Além do Arco-Íris'

Redação, O Estado de S. Paulo

08 de fevereiro de 2020 | 23h26

Em cerimônia realizada no sábado, 8, na Califórnia, o Spirit Awards 2020, que celebra o melhor do cinema independente e está na 35ª edição, entregou seus prêmios. Na sequência os principais premiados: 

 

Melhor filme: A Despedida, de Lulu Wang, que deixou para trás filmes como História de um Casamento e Joias Brutas (Uncut Gems)

Melhor diretor: Benny Safdie e Josh Safdie, Joias Brutas. 

Melhor ator: Adam Sandler, Joias Brutas, que disputou o prêmio com Robert Pattinson, de O Farol.

Melhor atriz: Renée Zellweger, por Judy: Muito Além do Arco-Íris, que venceu, entre outras, Mary Kay Place, de A Vida de Diane.

Melhor documentário: American Factory, de Steven Bognar e Julia Reichert, com produção de Michelle e Barack Obama.  

Melhor filme estrangeiro: Parasita, de Bong Joon-ho, que competia com A Vida Invisível, do brasileiro Karim Aïnouz. 

Melhor ator coadjuvante: Willem Dafoe, de O Farol. 

Melhor atriz coadjuvante: Zhao Shuzhen, de A Despedida, que venceu Jennifer Lopez, de As Golpistas, e Octavia Spencer, de Luce.

Melhor roteiro: Noah Baumbach, de História de um Casamento.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.