Premiado em Toronto o vencedor de Veneza

O Vaticano tem outra razão para reclamar. O filmeThe Magdalene Sisters, do diretor escocês Peter Mullan,ganhou um dos prêmios principais do Festival Internacional deCinema de Toronto. A produção, que ganhou o Leão de Ouro noFestival de Veneza na semana passada, foi criticada pela IgrejaCatólica por seu retrato da vida em uma instituição religiosa naIrlanda. A fita levou o Discovery Prize, dado pelos jornalistasdo evento a diretores estreantes ou que fizeram seu segundofilme. A produção é baseada na história real de três mulheresque fizeram trabalhos forçados e sofreram abusos psicológicos emum convento nos anos 60. Spider, de David Cronenberg, ganhouo prêmio de melhor produção canadense. O filme é estrelado porRalph Fiennes, que faz o papel de um esquizofrênico atormentadopelo assassinato de sua mãe. Muita gente esperava que Ararat de Atom Egoyan, vencesse a categoria. The Whale Ryder, daNova Zelândia, levou o People´s Choice Award, dado pelo públicodo evento. A trama da fita é sobre a maneira como uma menina deum tribo da Nova Zelândia é afetada pela tradição de patriarcadoem sua comunidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.