"Por trás do Pano" tem sessão gratuita no Sesc

O Sesc Pompéia exibe só nessa quarta, às 18h30, o filme Por Trás do Pano, estrelado por Denise Fraga, Pedro Cardoso e Esther Goes. A seguir haverá um debate com a presença do diretor Luiz Villaça, de 33 anos, marido de Denise, com quem trabalha também na televisão, em que a dirige num quadro do Fantástico. Villaça considera esse contato com o público fundamental. "É uma chance de sentir a reação das pessoas, ouvir opiniões sobre o meu trabalho", explica. "As pessoas têm curiosidade em conhecer o caminho das pedras, as dificuldades que o filme enfrentou e coisas assim", completa.O filme foi bem recebido pela crítica quando de seu lançamento e conta a bem-humorada história de uma atriz insegura que encontra um diretor em crise de criatividade, às voltas com a mulher ciumenta. Trata-se, como o próprio nome já diz, de um mergulho nos bastidores do teatro, com seus conflitos de egos e a maneira como isso afeta a vida doméstica dos atores.O diretor conta que o filme recebeu 15 prêmios nos diversos festivais de que participou. Em Gramado, por exemplo, Denise Fraga foi escolhida como melhor atriz e Villaça, eleito pelo público como melhor diretor, na edição de 1999. Por Trás do Pano custou R$ 1,5 milhão, valor arrecadado pela Lei do Audiovisual e entrou em cartaz em setembro do ano passado, sendo exibido por quatro semanas. "Para os padrões brasileiros, até que ficamos bastante tempo, mas quatro semanas é pouco, não dá tempo de pegar o público que vem pela propaganda boca-a-boca".Para obter melhores resultados, ele conta que precisaria de mais verba para a divulgação. "Infelizmente eu só dispunha de R$ 70 mil para toda a campanha", lamenta. O ideal, segundo ele, seria pelo menos o dobro. "Mas eu nem posso reclamar muito pois boa parte dos filmes brasileiros nem isso tem". Villaça destaca que uma boa assessoria de imprensa e uma boa receptividade da crítica são fundamentais para o sucesso de um filme. (M.L.)Encontro com o Cinema. Exibição do filme Por Trás do Pano e bate-papo com o diretor, Luiz Villaça. 4.ª, a partir das 18h30. Grátis. Sesc Pompéia. Rua Clélia, 93, tel. 3871-7700

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.