AP
AP

Poloneses fazem 'vaquinha' e presenteiam Tom Hanks com Fiat 126p

Ideis surgiu depois que o ator declarou seu amor pelo lendário carro da época comunista

AFP

25 Janeiro 2017 | 09h44

Poloneses juntaram dinheiro para presentear Tom Hanks com um pequeno Fiat Polski 126p, depois que o ator declarou seu amor pelo lendário carro da época comunista, disse nesta terça-feira à AFP a mulher que organizou a iniciativa.

O ator americano, que esteve de viagem em Budapeste no último outono, se deparou com vários carros deste modelo, apelidado na Polônia de "Maluch" ("O pequeno").

Ele tirou foto com o pequeno carro e publicou no Twitter, afirmando: "Ganhei um carro novo! Hanx". Mas não havia pensado em comprar um.

Quando Monika Jaskolska, 42 anos, moradora de Bielsko-Biala, uma cidade do sul da Polônia onde este carro era fabricado, viu as fotos, teve a ideia de presenteá-lo para que soubesse "o que (o carro) representa para os poloneses".

"Para nós, é um carro excepcional. O adoramos. Nos anos 1970 e 1980, os poloneses viviam praticamente dentro dele e faziam tudo com ele. Íamos para a igreja nos casar, saíamos de férias e transportávamos nele os materiais para construir nossas casas", contou Jaskolska à AFP.

 

No sábado passado, após ter recolhido o dinheiro através do Facebook, comprou de um colecionador, por dois mil euros, um Fiat 126p de 1970. O automóvel foi levado para uma garagem e será transportado de avião até Los Angeles.

A coleta do dinheiro foi um sucesso. Os moradores de Bielsko-Biala, orgulhosos de seu passado, contribuíram, assim como poloneses de outras regiões.

Uma companhia aérea financiará seu transporte, os gastos de alfândega e de matrícula. E o dinheiro recolhido que não foi usado para o presente de Tom Hanks será doado para um hospital infantil.

 

"O importante é que Tom Hanks possa dirigir um Fiat 126p, o que não será fácil, pois ele é um homem muito alto", declarou Jaskolska. Ela conhece de perto as modestas dimensões do carro, pois sua família teve dois.

"O sonho seria que ele viesse a Bielsko-Biala um dia", acrescentou.

Cerca de 3,3 milhões destes carros foram produzidos nas fábricas de automóveis de Tychy e Bielsko-Biala. O último saiu em 2000.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.