Polícia prende 8 suspeitos de martar Theo van Gogh

A polícia alemã prendeu oito radicais islâmicos suspeitos de envolvimento no assassinato do cineasta holandês Theo van Gogh.Os suspeitos foram detidos 24 horas depois da morte de Van Gogh em uma rua de Amsterdã. Segundo o porta-voz da polícia Dop Kruimel, seis dos detidos eram originários do Marrocos, um da Argélia e outro tem dupla nacionalidade Espanha-Marrocos, conforme disse Kruimel à AP.Kruimel disse que os suspeitos, cujas identidades não foram divulgadas, já vinham sendo investigados como potenciais terroristas desde outubro de 2003. "Os suspeitos foram detidos em residências que tinham conexão com a investigação sobre o assassinato de Van Gogh. Nós tínhamos conhecimento prévio da existência deles", disse. As investigações indicam que apenas um deles está diretamente ligado ao assassinato do cineasta holandês, mas os outros estão ligados ao caso indiretamente".Cinco suspeitos, incluindo Samir Azzouz, de 18 anos, foram detidos em cidades próximas a Amsterdã em 17 de outubro do ano passado, sob suspeita de planejar um ataque terrorista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.