AP
AP

Polícia apreende atriz de 'Django Livre' por engano

Companheiro da atriz Daniele Watts disse à imprensa que suspeita que os policiais a confundiram com uma prostituta

AP

15 Setembro 2014 | 09h08

LOS ANGELES - A atriz Daniele Watts, que apareceu no filme Django Livre, alegou ter sido algemada e apreendida na parte de trás de uma viatura depois de uma demonstração pública de afeto com seu namorado.

Brian Lucas disse em uma entrevista que ele suspeita que a polícia tomou a atriz por uma prostituta, "porque ele ficava me perguntando questões como, 'quem é ela? Como vocês se conhecem? Vocês estão juntos?'".

A Polícia de Los Angeles disse no domingo, 14, que oficiais apreenderam o casal depois de uma reclamação anônima de que duas pessoas estavam "envolvidas em exposição indecente" em um carro. Watts ficou detida até que a polícia determinasse que não foi cometido nenhum crime.

A atriz disse na entrevista que ela e Lucas estavam abraçados dentro do carro, na quinta-feira, 11, quando a polícia apareceu. Os dois estão juntos há um ano.

"Eu sabia que a coisa mais clara para mim era alegar meus direitos como uma pessoa livre e disse que não havia feito nada de errado", disse. Em seguida, a atriz alega ter começado a andar e então um policial colocou algemas e a prendeu dentro da viatura. Ela foi liberado após identificação.

"Eu não preciso me sentir envergonhada por ser quem sou, e é daí que as lágrimas vieram", disse, referindo-se a um vídeo dela no incidente que circulou na internet.

A polícia disse que uma investigação interna está sendo realizada.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.