Associated Press
Associated Press

Polanski terá que falar à Justiça de Los Angeles em dezembro

Diretor é acusado de estuprar garota de 13 anos em 1978; advogados já pediram liberdade condicional

Efe,

03 de novembro de 2009 | 11h36

O diretor Roman Polanski deverá responder à acusação de abuso sexual no próximo dia 10 de dezembro em um tribunal de Los Angeles, de acordo com um texto publicado nesta terça-feira, 3, no site do diário The New York Times.

 

Polanski, detido há um mês no aeroporto de Zurique, comparecerá perante a Justiça acusado de ter embebedado e estuprado uma jovem de 13 anos há mais de três décadas, fato que já foi admitido pelo próprio diretor de cinema.

 

O pedido de extradição feito pelos EUA responde a uma ordem de detenção ditada em 1º de fevereiro de 1978 por um tribunal da Califórnia, quando Polanski não se apresentou à Justiça apesar de ter dito que o faria.

 

No final de outubro, o Tribunal Penal de Justiça da Suíça rejeitou o recurso da defesa de Polanski pedindo liberdade condicional, por considerar que existia um risco elevado de fuga.

 

Pouco após saber da decisão, um de seus advogados afirmou que Polanski estudava a possibilidade de ir para os EUA para se explicar à Justiça e, assim, evitar também permanecer detido durante um processo de extradição que pode durar meses.

Tudo o que sabemos sobre:
cinemaPolanskiJustiça

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.